terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Castelos de Portugal - LEIRIA (03)


Terceira e última edição dedicada ao Castelo de Leiria. Hoje a nossa mostra fotográfica incide essencialmente na zona dos Paços da Rainha e seus detalhes.

Foi uma obra muito bem conseguida que conferiu ao castelo uma nova arquitectura apalaçada, a qual permitiu ao casal real,  D. Dinis e Isabel utilizar os novos aposentos para estadias prolongadas.

Esperamos com estas três edições apresentar um trabalho fotográfica interessante que vos faça recordar ou conhecer um dos mais belos castelos do país.

Vamos às imagens:

Portão gótico



Porta de acesso às salas dos Paços Novos


Arco gótico 


Porta de acesso à galeria gótica


Galeria da arcada gótica


A arcada gótica

Igreja Matriz de Leiria vista do castelo



Pano da muralha em direcção à saída

E assim terminamos mais um dos nossos projectos. Outros se seguirão a seu tempo na medida em que já estamos a trabalhar para a próxima edição. Até lá. Fiquem bem.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Castelos de Portugal - LEIRIA (02)


O prometido é devido e portanto cá estamos apresentando a segunda parte dedicada ao Castelo de Leiria.

Quase tudo foi dito na primeira edição e agora resta-nos informar que nesta página irão encontrar alguns locais do interior do castelo em manifesto estado de ruína, o Arco da porta de entrada da Igreja da Pena, a Torre de Menagem e alguns pormenores do museu que se encontra no interior da Torre.

Vamos às imagens:


Arco de entrada da igreja da Pena

Ruínas e Torre de Menagem



Plantas de obras de restauro existentes no museu

Acesso aos Paços da Raínha

Torre de Menagem



Vitrina do Museu


Vitrina do museu

Vitrina do museu

Detalhes das muralhas

Detalhes do acesso à Torre

Aqui terminamos por hoje com o compromisso de terminarmos amanhã esta visita ao Castelo de Leiria.
Até lá. Fiquem bem.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Castelos de Portugal - LEIRIA (01)



Dando sequência às edições sobre os nossos Castelos, iniciamos hoje a primeira parte dedicada ao Castelo de Leiria.

Foi D. Afonso Henriques, o nosso primeiro Rei que, para consolidar as fronteiras sul do Condado Portucalense de modo a defende-lo dos ataques dos Mouros, decide edificar o Castelo em 1335.

Posteriormente, devido ao seu empenho nas guerras com a Galiza o dito Castelo é retomado em dois períodos pelos muçulmanos sendo que, no último período, infligiram pesadas baixas tendo aprisionado o Alcaide D. Paio Guterres.

Reconquistado definitivamente em 1142,  D. Afonso Henriques determina a reconstrução e reforço de toda a estrutura e faz erguer no seu interior a capela de Nª. Sª. da Pena ( 1144-1147 )

Ao longo dos anos o belo Castelo de Leiria foi palco de vários momentos históricos de relevada importância que resumidamente passo a descrever:

-  D. Sancho I ( 1185-1211 ) concede foral à vila em 1195 e determina a construção duma cerca
   amuralhada.
- D. Afonso III ( 1241-1279 ) convoca ali as Cortes de 1254
- D. Dinis ( 1279-1325 ) Residiu no castelo em várias ocasiões tendo doado o castelo e a vila à
  Rainha Santa Isabel no ano de 1300. É a D. Dinis que se atribui também a adaptação do caste-
  lo a Palácio e a construção da Torre de Menagem em 1324.
- D. Fernando ( 1367-1383 ) reune as Cortes de 1372
- D. João I ( 1385-1433 ) celebra ali em 1401 o casamento de seu filho D. Afonso que viria a ser o
  futuro Conde de Barcelos e Duque de Bragança. Foi neste reinado que se iniciaram os trabalhos de
  edificação dos Paços da Raínha ou Paços Novos merecendo destaque os vãos góticos, as salas e as
  câmaras.
- D. Manuel I ( 1495-1521 ) concede em 1510 foral novo a Leiria
- D. João III ( 1521-1557 ) eleva Leiria a cidade em 1545.

Na restauração da Independência em 1640 o Castelo foi o primeiro ima das primeiras fortifidacões
a erguer o Pendão de Portugal tendo depois perdido o seu valor militar e entrando em estado de ruína.

No início séc. XIX e durante a guerra peninsular sofreu grandes estragos até que, já no final do mesmo séc. XIX e por iniciativa da Liga dos Amigos do Castelo obras projectadas pelo arquitecto
Ernesto Korrodi levaram a sua classificação como monumento nacional em 1910.
Desde essa data e ao longo dos anos tem vindo a sofrer intervenções várias de restauro e manutenção.

O resumo já vai longo. Vamos então às imagens seleccionadas para hoje:
















Ufa!!! Isto de visitar castelos não é tarefa fácil. Por hoje chega. Amanhã voltaremos com a segunda parte. Fiquem bem.
   

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Castelos de Portugal - BRAGANÇA (03)


Terminamos nesta edição a visita ao belo Castelo de Bragança. Foi mais uma incursão essencialmente fotográfica a um dos muitos ícones da nossa história passada.

O Castelo, ao contrário de muitos outros, encontra-se num exemplar estado de conservação e como muitas vezes dizemos, merece uma visita.

Vamos então às imagens finais:









Voltaremos na próxima semana com mais um exemplar dos nossos castelos históricos. Até lá. Fiquem bem.